Chamada para publicação - Mediação da leitura literária em bibliotecas


Chamada para publicação em livro sobre mediação da leitura literária em bibliotecas


Tema: Mediação da leitura literária em bibliotecas


Tipos dos textos: Relato de experiência reflexivo ou ensaio acadêmico


Áreas de pesquisa relacionadas ao tema: mediação da leitura; mediação da leitura em diversos tipos de biblioteca (universitárias, escolares, empresariais, especializadas, públicas); mediação cultural; uso de recursos tecnológicos em mediação da leitura; mediação da leitura e competências informacionais; mediação da leitura e democracia cultural; mediação da leitura e letramentos; mediação da leitura e inclusão social.


Organizador: Jorge do Prado Editor: Vagner Amaro


Prazo para envio: 06/08/2019


Enviar o texto para jorge.exlibris@gmail.com, em arquivo de Word, com no mínimo 8 páginas e no máximo 15 páginas, em fonte Times New Roman tamanho 12, espaçamento de 1,5, margens de 2,5cm de cada lado, e normatizado de acordo com as normas da ABNT. No corpo do e-mail deve constar a área temática do trabalho, o nome completo do autor e os telefones para contato. Pela participação na obra o(a) autor(a) receberá cinco exemplares do livro.


O livro será lançado no Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação (CBBD), que será realizado em Vitória, de 1 a 4 de outubro, com o tema Desigualdade e democracia: qual é o papel das bibliotecas?


Resumo da proposta:

Os desafios políticos, sociais e culturais contemporâneos da sociedade brasileira estão diretamente intrincados com a necessidade de um aprimoramento na formação educativa de crianças, de jovens e de adultos, para que estes tenham maiores habilidades nas práticas de leitura e no uso de informações. Este aprimoramento pode resultar no desenvolvimento de uma consciência crítica, cidadã e fraterna, em que haja o respeito às diferenças e aos princípios democráticos, o comportamento ético e o estímulo à diversidade e ao senso comunitário.


Entende-se que ações que se voltam para uma prática educativa libertadora e crítica inspiram o desenvolvimento de atitudes para o bem comum, para a democracia social e cultural e para a equidade social. Estas ações precisam considerar o uso de boas práticas de leitura no desenvolvimento educacional dos alunos. Segundo os dados do Indicador de Analfabetismo Funcional (Inaf) 2018, três em cada dez jovens e adultos de 15 a 64 anos, no país, são considerados analfabetos funcionais — pessoas que apresentam dificuldades de entender e interpretar diversos tipos de textos simples. Esta condição afeta escolhas pessoais e comunitárias decisivas para a melhoria das condições de vida da população e resulta em um efeito colateral brutal nos menos favorecidos socialmente.


A reversão deste cenário aterrador implica a valorização das boas práticas educativas nas quais se insere de forma determinante o incentivo da leitura literária. A leitura literária possibilita aprendizados instrumentais da língua (o uso da escrita, da leitura e da interpretação de texto de forma correta e eficiente) e de diversos assuntos — o que afeta positivamente o desenvolvimento de habilidades informacionais; além de proporcionar experiências emocionais e estéticas que “desenvolvem em nós a quota de humanidade na medida em que nos torna mais compreensivos e abertos à natureza, à sociedade e ao semelhante”.¹


Neste sentido, cabe destacar que são muitas e diversas as ações realizadas por bibliotecário(a)s no sentido de estimular que as pessoas leiam mais e melhor. Esta publicação pretende reunir reflexões e relatos sobre mediação da leitura destes profissionais, com o objetivo de servir de material de referência e inspiração para estudantes, bibliotecários, escritores, produtores culturais, professores, pesquisadores e outros interessados em leitura literária.


Aguardamos os seus textos!


Vagner Amaro

- Editor da Malê

1. CANDIDO, Antônio. O direito à literatura. In: Vários escritos. 4. ed. Rio de Janeiro: Duas Cidades, 2014.



Notícias em destaque
Noticias recentes
Arquivo
Procurar por tags
Redes Sociais
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2016 por Malê edições. Criado por Francisco Jorge