Contos escolhidos


Contos escolhidos - Cuti Na orelha da obra, Vágner Amaro, editor da editora Malê (especializada em autores negros e autoras negras), ao falar do autor Cuti registra: “[...] Seus contos nos proporcionam a experiência de ver e sentir de perto o outro, as dores, os sonhos, as paixões, os desejos, as saudades, o essencial que que lhe move e anima, como se entrássemos nas casas, ou debruçássemos sobre as as janelas, olhássemos pelas frestas do portão ou ouvíssimos as conversas no bar e pudéssemos chegar aos personagens e nas micro relações impactadas pelas grandes estruturas sociais que segregam e apartam, moldando destinos.” Este livro reúne 16 contos de Luiz Silva, o Cuti, autor negro referência na literatura brasileira desde os anos 1970, com trabalhos expressos em romances, contos, poesia, ensaios, teatro. Com uma escrita vigorosa e direta, numa linguagem “do povo”, o autor nos leva por meio da ficção ao universo concreto do povo brasileiro, essencialmente à realidade das classes trabalhadoras e dos mais pobres e excluídos. São singulares contos como ‘O batizado’ (p. 9-16), no diálogo – áspero – entre o filho Paulino – alcoólatra e defensor de suas raízes – e seu pai, Belarmino. Ou o amor envergonhado de Moacir e Carol, em meio a violência, o tráfico e a morte em ‘Luz em horizonte fechado’ (17-27), realidade triste nas periferias das cidades brasileiras. Que falar do destino traçado, em meio a banalidade, de Cândido e seu trágico desfecho em ‘Dupla culpa’ (p. 35-41)? Que mundo é este? Ou, ainda, a busca singela de um presente para a filha – ‘Boneca’ (p. 43-45) – num universo de discriminação racial? E Jussara e seu “querer” na negação da raça (‘Incidente na raiz’, p. 47-48)? Cuti joga em nossa cara um mundo real, negligenciado ou silenciado muitas vez por muitos de nós, leitores. Conflitos, racismo, violência policial, traição, pobreza, beleza, luta diária do povo pobre, amores, sexo, delírios, doença, morte, vida, percorrem as páginas deste “Contos escolhidos”.

Em estilo narrativo direto, Cuti também reserva ao leitor – que numa sentada lê avidamente – dramas como o de Pedro e a “mulata recatada”. A busca do sexo, do prazer, em meio a infidelidade e ao amor, em destino surpreendente (in ‘Desencontro’, p. 80-91).. Já ‘Conluio das perdas’ (p. 93-101), escancara a luta do povo, o drama familiar e o preconceito arraigado – expresso na violência policial. Pai e filho num diálogo de vida, compartilhando destinos. Pérolas nas letras de Cuti: “[...]Morrer é ir morar somente dentro dos outros. Na última noite, minha hóspede maior sorriu-me no sonho e eu senti em meus dedos as delícias do toque em seu cabelo crespo. [...]” (p. 101). Não há como não refletir profundamente com textos como ‘Lembrança das lições’ (p. 103-108) que problematiza o trato da escravidão e racismo no contexto escolar, preconceitos reforçados, marcas profundas que deixam Histórias de vida, de vida-real, de vida-vivida, de vida-descobertas... Realçada em poderosas palavras do autor: “[...] Realizado o flagrante da minha miséria, ante a testemunha de mim mesmo, o nada tomou corpo com a totalidade da desesperança.[...]”, in ‘Entreato’ (p. 111). Ainda sobre Cuti, o editor da Malês acertadamente assevera: “[...] Capacidade e talento reservado apenas aos grandes escritores, aqueles que frequentam os territórios dos cânones literários brasileiros, um território que a escrita do Cuti merece pertencer”. Naturalmente, sua literatura deve ser mais conhecida e apropriada pelos leitores. Ler Cuti é a certeza de ‘cair na real’. Título: Contos escolhidos - Cuti Autor: Luiz Silva (Cuti) Editora: Malê (Rio de Janeiro) Ano: 2018 [2016] Páginas: 128

Notícias em destaque
Noticias recentes
Arquivo
Procurar por tags
Redes Sociais
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2016 por Malê edições. Criado por Francisco Jorge